Author
Lucasaper
I'm form Brasil.
User since 2016
Lucasaper's published pages
view all (1 total)
Verdadeira Religião
Como diferenciamos a falsa religião da verdadeira? Tiago nos ajuda a sondar nosso coração para sabermos como está nossa comunhão com Deus.
#Fe
Published 09/06/2017
Author
Share / Groups / About Author
Main point summary
Discourse**
Notes**
notes
Main point summary
Não há setido em ver-se como alguém religioso se nossas ações ( língua ) não estão de acordo com esta profissão. O amor ao próximo e às coisas de Deus são a expressão da verdadeira fé.
Discourse**
editing
NT
James 1:26-27
esv
mine
If anyone thinks he is religious
Se alguém pensa que é religioso
q and does not bridle his tongue
Embora não refreie sua língua
but deceives his heart,
mas, ao contrário, engana seu coração,
negativepositive
concessive
this person’s r religion is worthless.
então , a religião dessa pessoa é sem sentido algum.
conditional
Religion that is pure and undefiled before God, the Father, is this:
Na realidade , a religião que é pura e imaculada diante de Deus, o Pai, compreende as seguintes ações:
s to visit t orphans and widows in their affliction,
ajudar os órfãos e as víuvas (em outras palavras, os frágeis e necessitados) em meio às suas aflições,
and u to keep oneself v unstained from the world.
e se manter não corrompido pelo mundo.
series
ideaexplanation
alternative
discourse
Notes**
Verdadeira Religião Uma das únicas vezes em que a palavra "religião" aparece na bíblia é neste texto do livro de Tiago. E, como no restante de sua carta, Tiago nos mostra a estreita ligação entre a fé e as obras. No versículo 26, Tiago vincula à religião vã o "não refrear a língua". A língua é o símbolo da expressão do interior de uma pessoa, daquilo que é observado por outros; em suma, das obras. Se a religião é algo apenas adotado de maneira intelectualmente vazia, não haverá expressão desta fé. Por outro lado, quando fala sobre a verdadeira religião (comunhão com Deus), Tiago se refere aos dois mandamentos principais da lei mosaica, citados por Cristo: amar ao próximo, o que inclui aliviar o sofrimento dos que sofrem (nesse caso representado pelos órfãos e viúvas, pessoas muito vulneráveis naquele contexto de vida), e amar a Deus sobre as coisas do mundo, o que nos fará escolher pelos princípios de vida dados por Deus, ao invés dos pincípios de corrupção do mundo. Pensando desta maneira, nao nos enganaremos a nós mesmos, e teremos verdadeira comunhão com o Senhor.
Comments
Disclaimer: The opinions and conclusions expressed on this page are those of the author and may or may not accord with the positions of Biblearc or Bethlehem College & Seminary.